08 outubro 2013

No Azul do Vinho




Olá Meninas!!!

Quanto tempo heim, mas nunca é tarde para reavivar as amizades, concordam?
Como vocês sabem amo escrever, e há algum tempo estou com muita vontade de escrever um romance, e eis que comecei, e gostaria de saber a opinião de vocês nos comentários, ok?
Vou postar dois capítulos por dia.
Não sou escritora, nem sei se este escrito pode ser chamado de livro, de um romance, mas para mim é uma obra rsrs, e me faz muito bem expressar estas estórias e quero compartilhar com vocês.

                                      No Azul do vinho

                                            Introdução

Phina uma mulher de 27 anos, bem sucedida profissionalmente, decidida,
parece mais uma rocha, mas no fundo é doce, sensível e com o coração 
partido. Deixou a profissão falar mais alto que o amor.
Sua vida muda totalmente, quando fica sabendo que o amor de sua vida,
estava para se casar com outra. Phina acha que tudo acabou, que não
valeu a pena, colocar a profissão em primeiro lugar, mas nas curvas da 
vida, ela descobre algo importante, que o amor pode estar no azul do vinho.
Em sua viagem, na região da Toscana, na Itália, Phina encontra suas origens,
o seu verdadeiro eu e o seu grande amor?
Mas será que Phina está pronta para viver sua história de amor?
Será que os compromissos deixados no Brasil, em seu escritório de arquitetura, não vão atrapalhar de novo, sua vida sentimental?

                                        Capítulo 1

Phina entra em seu escritório, com ar desanimador. Está exausta, por tantas
obras nos últimos meses.
Sua assistente e amiga Cris, lhe entrega um novo projeto, a pedido do sr Emílio, um cliente que investe em construção civil e utiliza muito o serviço do
escritório de Phina, e  agora está com um projeto de casa para dar de presente ao seu filho Pedro, que acabou de ficar noivo e marcou a data do casamento. 
Phina entra em sua sala, bate a porta e desaba em lágimas, já tinham se passado três anos desde a ultima vez que viu Pedro e Luíza. Não estava acreditando, no que acabou de ouvir, ele ficou noivo e marcou a data do casamento.
Cris entrou com uma xícara de chá, para tentar acalmar a amiga, ela sabia que aquela notícia tinha acabado com Phina, abraçou-a tentando consolá-la.
Phina foi se acalmando e continuou o dia de trabalho, que parecia não terminar.
Chegando em sua casa confortável, por volta das vinte e uma horas, entrou em seu quarto de oitenta metros quadrados, decorado com peças modernas,
foi até ao banheiro, colocou a banheira para encher, ligou a hidro e colocou
seus sais aromáticos para relaxar.
Entrou na banheira, com meia luz apenas, fechou os olhos e começou a lembrar...

                                         Capítulo 2

Phina e Pedro estudavam na mesma faculdade, mas em cursos diferentes,
ela fazia arquitetura e ele engenharia em nanotecnologia. Os dois se conheciam desde o jardim de infância, e quando começou o romance entre eles, no primeiro ano de faculdade, as famílias vibraram, pois todos viam as afinidades dos dois.
Pedro sempre fazia surpresas para Phina, mandava flores convidando-a para jantar, até cozinhava e fazia jantares a luz de velas, as meninas se derretiam por ele, mas Phina era meio fria, não ligava para o romantismo de Pedro.
Ela o amava, mas não dava atenção suficiente a ele. E os anos foram passando, e namoro ía sem muitas emoções.
Phina estava concentrada em seus estudos, e já estava se preparando para assim que passasse a formatura, já começaria sua tese em doutorado e mestrado, pois queria mostrar uma arquitetura mais ecológica, linda e funcional.
Pedro queria que os dois fossem viajar, pelo menos por duas semanas, para descansarem um pouco e ter a certeza de seus sentimentos para firmarem um compromisso mais sério, mas infelizmente Phina não pensava assim...

Abraços e até mais...

Continuamos amanhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu recadinho é muito importante.
E muito obrigada pela sua visita!!!
Silmara